31 / 10 / 2016 - 10h39
Marília Mendonça é maltratada no aeroporto do SP

A cantora Marília Mendonça fez um desabafo nas redes sociais, após ser repreendida por deitar no chão de um aeroporto. "Se você me vir de rosto vermelho hoje por aí, não se preocupa não... É tristeza por saber que ainda existe gente assim", lamentou ela, ao narrar a forma como foi tratada pela funcionária do local.

De acordo com o relato, deletado menos de meia hora depois, ela estava no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, para fazer uma conexão para Vitória, no Espírito Santo.

"Três horas de conexão para que fôssemos para Vitória, então me deitei no chão pois não suportava mais o cansaço, e, do meu jeitinho, arranjei um canto ali no chão frio mesmo. Fui levantada no maior desaforo e ignorância que já recebi de alguém. Quase chutada, acordei assustada, me desculpei mesmo assim e disse que em Brasília ninguém nunca tinha dito nada"

A cantora sertaneja disse não ter tido tempo para descansar após o show em Uberlândia. "A tristeza grande do meu coração é saber que as pessoas batalham tanto para conseguir seus empregos dignos para, depois que conseguem um cargo bom, tratar os outros feito lixo. O respeito cabe em qualquer lugar desse mundo. Entenda os motivos, procure saber, não julgue pela aparência de cansaço ou por estar ali atirada no chão. Você não sabe e nunca vai saber da minha luta, moça.", disparou. 

A assessoria de imprensa do Aeroporto de Guarulhos informou que é procedimento padrão abordar passageiros que estão deitados no chão e encaminhá-los para locais oficiais de descanso. Eles ainda afirmaram que vão apurar o caso relatado pela cantora sertaneja.

 

Fonte: Correio Brasiliense