10 / 05 / 2018 - 17h46
Hospital de Floriano terá mais recursos para custeio e oferta de serviços

O diretor do Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano, Edmar Figueiredo, esteve, nessa quarta-feira (9), no Ministério da Saúde para tratar sobre mais recursos financeiros para a unidade hospitalar e habilitação de serviços. O diretor estava acompanhado do prefeito de Floriano, Joel Rodrigues, e da secretária municipal de Saúde, Thays Baglia.

Uma das tratativas no ministério foi a retomada dos repasses do Protocolo de Cooperação entre Entes Públicos (PCep), por meio do Fundo Municipal de Saúde, e ainda da Rede de Urgência e Emergência (RUE), que foi garantida pelo órgão já para este mês de competência. “Estávamos com os repasses atrasados desde janeiro. Sanamos todas as pendências e, já para este mês de maio, voltamos a receber cerca de R$ 550 mil de custeio, além do retroativo, que será pago nos meses subsequentes”, afirma Edmar.

Outra pauta junto ao ministério, que foi acompanhada pelo senador Ciro Nogueira, diz respeito ao aumento do teto financeiro referentes aos serviços de Média e Alta Complexidade (MAC). 

De acordo com o diretor, o aumento no número de atendimentos, chegando a mais de 13 mil, somente em abril, e os novos serviços ofertados, fazem do Hospital Tibério Nunes uma referência na região sul, o que demanda mais recursos do governo federal para otimizar a assistência. 

“Solicitamos a habilitação dos serviços que já ofertamos, como Centro de Parto Normal, Casa da Gestante, UTI Neonatal, que hoje completa um ano de funcionamento e mais de 150 bebês atendidos, e ainda os leitos de UTI adulto e os comuns. Esses serviços são custeados pelo Tesouro Estadual. Com a habilitação, passam a ser pelo Ministério da Saúde, o que dá uma folga ao Estado”, comenta o gestor.

O Hospital Tibério Nunes é o segundo maior pronto-socorro do estado, com atendimento desde casos mais simples até neurocirurgia, atendendo uma populaça estimada em mais de 500 mil pessoas.

(Ccom)