20 / 05 / 2018 - 17h24
Cirurgias bariátricas no HGV vão começar em 45 dias

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, juntamente com o Presidente da Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh), Rafael Neiva, e equipes técnicas reuniram-se neste sábado (19) para tratar sobre o início das  cirurgias bariátricas no Hospital Getúlio Vargas (HGV). Os procedimentos devem começar nos próximos 45 dias, como garantiram o secretário. Todos os investimentos já foram feitos e a Fepiserh está em processo de aquisição do estoque de insumos para prover esse novo serviço no HGV

“No primeiro momento, as cirurgias serão custeadas integralmente pela Secretaria de Estado da Saúde, até que o serviço seja habilitado pelo Ministério da Saúde que, após isso, passará a co-financiar o serviço”, explica Florentino Neto.

Na quinta-feira (24), será convocada uma reunião da Comissão Intergestora Bipartide (CIB) para discutir sobre a implantação das cirurgias cardíacas no HGV. Após a implantação do serviço, o HGV receberá recursos do Ministério da Saúde na ordem de R$ 3,8 milhões, que foram garantidos após visita do secretário de gestão, trabalho e educação do Ministério da Saúde, Rogério Abdala.

Segundo o presidente da Fundação Hospitalar, Rafael Neiva, o objetivo é ampliar os serviços aos piauienses. “Estamos num processo contínuo de melhorias no hospital. Nos próximos 45 dias, vamos ofertar mais um serviço à população que é a cirurgia bariátrica e, até setembro, estaremos abrindo o Serviço de Cirurgia Cardíaca”, destacou o gestor.

No encontro deste sábado, também esteve presente o presidente da Agência de Tecnologia da Informação do Piauí (ATI), Avelino Medeiros, no qual foram discutidos detalhes sobre a implantação do Programa de Telemedicina, na qual o HGV será o Hospital de Referência para o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA), em Parnaíba, e futuramente para outros hospitais estaduais. O serviço inicia segunda-feira (21).

(Ccom)