05 / 06 / 2018 - 17h12
Ciclista de Floriano vence o Desafio das Opalas em Pedro II

Foi radical, com muita coragem e resistência que os mais de 200 bikers encararam 80 km do Desafio das Opalas – o Campeonato Piauiense de Mountain Bike Maratona, uma vez que os vencedores já se consagraram automaticamente campeões piauienses, valeu ainda pela 5ª etapa do Piauiense de MTB e pontos máximos do ranking nacional da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), na classe XCM1.

Na prova, que largou e chegou do povoado Serra dos Matões, em Pedro II, participaram ciclistas do Piauí, Maranhão, Ceará e de Pernambuco. A prova, que largou oficialmente no domingo (03), teve o patrocínio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Turismo (Setur), apoio da Prefeitura de Pedro II, tendo inclusive a presença do prefeito para a premiação dos campeões.

Além de uma camisa personalizada de campeão piauiense para os atletas de todas as categorias oficiais, a organização do evento também ofereceu uma premiação em dinheiro para os três primeiros colocados de cada categoria, uma joia em opala e prata para cada campeão, já que o evento foi realizado em Pedro II, conhecida como a terra da opala, a pedra preciosa que engrandece a economia da região, além de ocorrer paralelamente ao Festival de Inverno de Pedro II.

O campeão, primeiro a cruzar a linha de chegada, foi o atleta de 43 anos de Floriano Adelmar Andrade de Carvalho, que, automaticamente, e o campeão piauiense também na categoria Master B-1.  O segredo para despontar na frente de tantos feras foi administrar o ritmo da prova.

“Eu não largo forte, sempre do meio da prova para o fim é que eu já fico mais aquecido e aumento o ritmo. A minha estratégia é ir bem na subida, que é onde eu rendo mais. Vim no pelotão junto com o Gerson, Antunes e o Vinicius Salomão. Eu me distanciei deles nos últimos 20 km, faltando seis km eu ultrapassei o Lindomar (adversário de Altos na mesma categoria M B-1) e aí só liderança”, disse o atleta da Equipe Floriano Ride.

Adelmar, que é atleta amador há 10 anos, já faturou o título de campeão do Picos Pro Race 2017 e ainda o 3º no geral, e a prova Floriano Ride, no ano passado

O público esperava uma briga acirrada envolvendo o campeão piauiense de 2017 por ranking, atleta da categoria Elite Francisco Édio Neves da Silva (Equipe MR Peças), mas não foi dessa vez. O atleta correu o desafio machucado, resultado de uma forte queda na última etapa do Piauiense de Estrada, ocorrida no final de semana anterior, os 100 km Oswaldo Marques.

“Eu já larguei com a mão esquerda e a perna com dores da prova Oswaldo Marques. Levei uma queda e saí da prova de ambulância.  De domingo até a quarta-feira, eu não consegui nem caminhar, aí quinta tive uma melhora e consegui vir. Mas eu já sabia que não iria render.  É o tipo de prova preferido, com descidas e subidas, mas não estava no meu melhor fisicamente e ainda tive um pneu furado, o que faz a gente perder em média 10 minutos e também vinha esvaziando e sempre parava para encher. Tudo isso prejudica”, explicou o atleta.

Entre as mulheres, não teve muita zebra e a campeã piauiense Karine Frota, categoria Elite, subiu no posto mais alto do pódio. “Passei a semana doente com gripe, eu larguei forte, depois que eu consegui uma distância boa das meninas, fiquei administrando com medo do corpo sentir o desgaste da gripe. Muitas subidas duras, algumas descidas tão longas que se tornam bastante técnicas também”, disse a atleta que, além de campeã piauiense de MTB maratona no desafio, também vem liderando o campeonato por ranking.

Próxima prova de Karine é o Picos Pro Race. Depois, a fera vai para São Paulo correr a clássica corrida de speed 9 de Julho, que é a modalidade em que Karine corre com mais força, tanto é que ela também é a líder do ranking estadual de estrada.

(Ascom)