25 / 07 / 2018 - 16h32
Senador Elmano Férrer desiste de ser candidato

O senador Elmano Férrer (Podemos) reuniu partidos aliados e a imprensa e anunciou na manhã desta quarta-feira (25) a retirada da pré-candidatura ao governo. Ele afirmou que forças ocultas agiram contra a candidatura dele.

“Eu não tive os apoios que esperava. Forças ocultas agiram contra minha candidatura. Por isso, vou retirar minha pré-candidatura”, destacou.

Elmano não quis dizer que forças ocultas estariam agindo, mas disse que são pessoas que desejam que o Piauí continue paralisado. “Vocês sabem melhor do que eu que forças são essas. Não preciso dizer. São pessoas que querem que o Piauí continua no atraso”, disse.

Elmano afirma que volta ao Senado e vai trabalhar pela pré-candidatura de Álvaro Dias à presidência. Ele afirma que ainda não decidiu se vai apoiar ou não um nome para governador.

O senador evitou criticar o deputado Dr. Pessoa, que se lançou pré-candidato ao governo do estado pelo Solidariedade, inviabilizando a candidatura de Elmano. “Ele tomou a posição que achou melhor. Respeito isso. É um direito dele”, disse.

Críticas ao governo

Durante a coletiva, Elmano fez duras críticas ao governador Wellington Dias. Ele afirma que o “tempo” de Wellington já passou. “Isso me levou a ser pré-candidato e tive o apoio dos partidos emergentes, que sonham com um estado diferente. Esperava ter tido outros apoios. Fiz minha parte. Não compartilho com esse governo. Eu confiava nela como esperava que a própria sociedade agredida se irmanasse comigo porque tenho moral e mãos limpas. Forças ocultas trabalham pela permanência do Piauí nessa pobreza e dependência. O tempo de Wellington Dias já passou”, afirmou.

Ele criticou o fato da base governista já discutir a sucessão de 2022. “O estado do Piauí não é uma aldeia. É uma estado rico de gente pobre. Tem gente se preparando para 2022. Não sei o que funciona nesse governo. faz tudo para manter a folha em dia. Acho que não paga o mês de setembro. As despesas extrapolam as receitas. Retirou dinheiro dos comissionados”, destacou.

Partidos emergentes

O anúncio foi acompanhado dos partidos do grupo de 10 emergentes que já haviam anunciado apoio ao senador. De acordo com Sérgio Bandeira, do Podemos, o grupo vai se reunir nesta quinta-feira (26), às 8h, na sede do PPS, para definir o futuro político do grupo.

“Agora os partidos vão conversar para buscarmos o entendimento. Vamos discutir se voltamos aquela proposta inicial de liberar as siglas na disputa majoritária. Essa era a posição que havíamos discutido no começo quando Elmano saiu candidato e fomos apóia-lo. Agora temos que saber qual posição iremos tomar”, destacou.

(Cidade Verde)