04 / 10 / 2018 - 12h53
Educação realiza atividades no mês da Consciência Negra

O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado, no Brasil, em 20 de novembro. A data é dedicada à reflexão sobre a inclusão do negro na sociedade brasileira e foi escolhida por coincidir com o dia atribuído à morte de Zumbi dos Palmares, um dos pioneiros na resistência contra a escravidão.

Pensando na importância de comemorar a data o Coordenador de Diversidade da Secretaria de Educação, Antônio Benevaldo, está percorrendo as escolas da Rede Municipal de Ensino ministrando palestras educativas com intenção de conscientizar os alunos do 4° ao 9° ano.

Os principais temas abordados nas palestras são o racismo, a discriminação, a igualdade social, a inclusão do negro na sociedade e cultura afro-brasileira. Para o Coordenador a secretaria tem incentivado o trabalho e reconhecido a importância de debater o tema nas escolas. “Uma vez que a secretaria cria coordenações com temas que instiguem essa discussão nas escolas, ela está trabalhando a valorização das diferenças culturais, religiosas e diversidades sexuais desde as séries iniciais. E nossa preocupação é essa cuidar para que nossos alunos cresçam mais conscientes”. Disse.

Um dos temas abordados durante as palestras é a história de Esperança Garcia, uma mulher negra que foi escravizada durante o século XVIII e que denunciou, por escrito, as violências que sofria.

As palestras tiveram início em setembro, mês que é celebrada a data no estado do Piauí, e se estende até novembro. A coordenação de diversidade foi criada em Picos no ano de 2013 quando o atual prefeito de Picos, Padre Walmir, assumiu a pasta da secretaria de educação.

Surgimento da data no Brasil

Em 2003 o ex-Presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva decretou que em 20 de novembro seria comemorado o dia da Consciência Negra, e também decretou o Ensino de História Africana e Afro-brasileira nas instituições de ensino.

(webpiaui)