05 / 10 / 2018 - 17h03
Deixar de votar num adversário aumenta a chance de vitória do primeiro colocado no primeiro turno

Pelas regras da eleição brasileira, apenas os votos dados a candidatos são computados para saber se haverá ou não segundo turno na eleição para governador e presidente. Faltas dos eleitores, votos nulos ou em branco não contam.

O segundo turno ocorre somente se, no primeiro turno, um candidato não obtiver mais votos que a soma dos votos nos rivais. Pense numa eleição hipotética com 10 eleitores e 3 candidatos (A, B e C).

O candidato A tem 5 votos. Se os demais eleitores votarem em B ou C, A (5) não terá mais votos que a soma de B e C (5). Portanto haverá segundo turno entre A e o mais votado entre B e C.

Se um dos demais eleitores faltar à votação, anular o voto ou votar em branco, A vence no primeiro turno, pois terá 5 votos contra 4 de seus adversários somados.

A conclusão é que anular, votar em branco ou não comparecer à votação dá o mesmo resultado que votar no primeiro colocado. Nas duas hipóteses, ele fica um voto mais perto de vencer no primeiro turno.

(Cidade Verde)