18 / 11 / 2020 - 22h02
Rock: Live beneficente em dezembro quer angariar recursos para entidade protetora dos animais

Produtor Genilson Rodrigues e o cantor Beto Sousa - Foto: arquivo pessoal

Em tempos de pandemia eventos públicos e seus promotores fazem parte de um dos setores da economia mais atingidos. Uma alternativa encontrada e que tem sido cada vez mais utilizada, é o formato de lives, ou seja, transmissões ao vivo de shows que são frequentemente transmitidos através de plataformas digitais.

Em Picos o fotógrafo e produtor cultural, Genilson Rodrigues, em parceria com a rádio Cidade Modelo FM, o provedor de internet Virtex Telecom e o Portal RiachãoNet, além de contar com vários apoiadores, como é o caso do A3 Portal, vai realizar o Picos Rock Live.

“Nós sempre realizamos com sucesso Shows de Rock em Picos provando que este gênero musical tem muitos adeptos na nossa cidade. Dessa vez, por causa deste momento atípico da Pandemia, vamos realizar o show de forma presencial no Mirante Urbano, com todos os cuidados preconizados pela OMS para manter o distanciamento social necessário à prevenção da Covid-19 e transmitir ao vivo para todos através do Youtube. Vai ser diferente mas tenho certeza de que será um sucesso como sempre. Além disso vamos estar ajudando uma ONG que trabalha muito e passa sempre por dificuldades financeiras devido à grande demanda para socorrer animais que sofrem, a APAPI” disse Genilson Rodrigues.

O evento acontece dia 11 de dezembro e será realizado em comemoração ao aniversário de 130 anos de Picos e o local escolhido para ser palco do evento foi o bar e restaurante Mirante Urbano, no bairro Aerolândia.

Confirmadas as atrações Vanderley Soares, Zé Luís e Beto Sousa.

A live será solidária e parte da renda será revertida para apoiar a ONG APAPI – Amigos Protetores dos Animais de Picos, fundada em março de 2015 e que tem atuado na proteção animal e conscientização dos direitos animais, além da proibição dos maus-tratos e abandono de cães e gatos.

Enfermeira Sanya Elayne / Vice-Presidente da APAPI 

“A APAPI possui muitas despesas que são fruto de resgates e tratamentos de animais que são encontrados em condições de risco de vida, atropelados, abandonados, doentes e famintos. Nós não temos sede própria e contamos com vários lares temporários para que possamos ter tempo para intermediar adoções responsáveis. Nossas despesas então com médicos veterinários, remédios, procedimentos e alimentação são altíssimas e dependemos da doação de pessoas de bom coração. Por isso ficamos muito felizes com a realização da live solidária que, com certeza, ajudará a trazer um alívio para que possamos respirar e nos organizar para continuar atuando no sentido de salvar vidas” explicou ao A3Portal, a vice-presidente da APAPI, enfermeira Sanya Elaine.

A ONG mantém contas em bancos para receber doações:

 

 

 



Publicidade