07 / 12 / 2020 - 15h59
A3 Entrevista: Auderi Martins fala sobre desafios e superação da Faculdade R. Sá na Pandemia

       Auderi Martis e esposa Roberta Mara, vice-diretora da R. Sá

A R. Sá foi inaugurada em 01 de agosto de 2006 e se encaminha para 15 anos de fundação em 2021.

Inicialmente trouxe em sua grade curricular os cursos de Pedagogia, Ciências Contábeis, Ciência da Computação, Administração, Comunicação Social, Direito e Serviço Social. Hoje a instituição oferta ainda cursos na área de saúde como fisioterapia e psicologia.

Bloco de salas de aula

Mantida pela PIPEL Picos Petróleo LTDA, a Faculdade R. Sá tem como diretor geral o empresário Raimundo de Sá Urtiga Filho e como vice-diretora Roberta Mara de Deus Urtiga.

Com o lema: Desenvolvendo com Educação, a R. Sá possui um espaço físico privilegiado, com uma área de aproximadamente 9 hectares, nos quais as edificações ocupam 27.142,34 m2, sendo elas:  Bloco de salas de aula,  centro de convivência, prédio que contempla a biblioteca, 3 laboratórios de informática, sala para Ouvidoria, laboratórios de saúde, administração, núcleos administrativos,  Núcleo  de Atendimento  ao  Estudante, Núcleos Docentes Estruturantes, coordenações, atendimento  psicopedagógico  e sala de reuniões.

A Faculdade concluiu ainda obras de construção de um amplo estacionamento privativo da instituição.

Com tudo isso, porém, a IES foi surpreendida, como todos no mundo inteiro, com uma nova realidade trazida de urgência pela Pandemia: Readaptação de aulas presenciais para aulas remotas.

O A3Portal conversou neste sábado, 05/12, com exclusividade, com Auderi Martins, advogado, Mestre em Direito e Procurador Institucional da Faculdade R. Sá, localizada na BR 316, altura do KM 302,5, bairro Altamira, na cidade de Picos – PI, para saber como foi enfrentado pela IES esse ano de desafios e surpresas trazidas pela Pandemia que assolou de repente o mundo inteiro e obrigou as instituições de ensino a se reinventarem e promoverem uma verdadeira reforma em suas metodologias para se adaptarem aos novos tempos de educação remota, confira na íntegra:

Auderi Martins - Advogado e Procurador Institucional da Faculdade R. Sá

A3 Portal - Como o senhor avalia o ano de 2020 para a Educação de um modo geral nesse momento de Pandemia e como a Faculdade R. Sá se adaptou?

Auderi Martins - O ano de 2020 foi extremamente desafiador para todos os segmentos. No caso da educação, nosso entendimento é que a rede privada deu uma importante lição de superação. A rede pública, com recursos quase ilimitados, ficou praticamente o ano de 2020 com as atividades acadêmicas suspensas. Nós, da Faculdade R. Sá e da rede privada em geral, mesmo com o aumento do número de trancamentos e dos níveis de inadimplência, nos adaptamos em tempo recorde, entre março e abril, e praticamente de forma imediata retomamos o semestre letivo ofertando ensino de forma remota para os nossos alunos.

Foi difícil a transição da educação presencial para as aulas remotas?

Nós optamos por manter a carga horária e os horários das aulas anteriormente ministradas, que passaram a ser ofertadas, a partir de abril, de forma remota em razão das necessárias medidas de isolamento social. Então o aluno não teve prejuízo quanto ao conteúdo ministrado. A maior dificuldade ocorreu quanto à adaptação cultural da comunidade acadêmica, professores, alunos e da própria instituição, quanto a essa nova forma de ensino não presencial, que em que pese as várias semelhanças, retira o contato pessoal que antes da pandemia era diário. Isso acaba por retirar um pouco do estímulo do aluno ao aprendizado, aumentando a evasão.

Qual a diferença entre aula remota e aula no sistema EAD?

No ensino remoto o modelo é presencial virtualizado, ou seja, com aulas ao vivo e participação de alunos e professores de forma síncrona, nos mesmos dias e horários das aulas presenciais, com os docentes ministrando os conteúdos e sanando as dúvidas dos alunos como no modelo presencial, com diferença apenas de que o contato não ocorre na sala de aula física, mas em uma sala de aula virtual. O ensino à distância (EAD) por outro lado, tem como característica a flexibilidade e uma maior participação do aluno no processo de aprendizado. As atividades geralmente são assíncronas, com aulas gravadas e com reduzida interação entre os professores e os alunos, que contam com apoio fornecido por tutores. Em EAD, é comum o professor ministrar uma disciplina para 4 ou 5 mil alunos distribuídos em todo o território nacional, o que não ocorre na modalidade remota.

Que balanço o senhor faz neste final de ano e quais as expectativas para 2021? O ano deve começar ainda com o mesmo sistema de aulas que terminou 2020?

O ano de 2020 está se encerrando de uma forma que jamais sonhávamos quando iniciamos o semestre letivo em fevereiro. Ainda assim, entendemos que nosso dever de oferta de ensino superior de qualidade foi cumprido. Nós estamos bastante ansiosos pelo retorno das atividades presenciais, com estudantes e professores convivendo diariamente conosco novamente, mas para isso temos que aguardar a liberação das autoridades competentes. Acredito que isso so venha a ocorrer com a vacinação, pelo menos para o grupo de risco. Então devemos iniciar o semestre letivo 2021.1 ainda de forma remota, mas tenho forte expectativa de já iremos encerrar o referido semestre de forma presencial.

A Faculdade R. Sá não é apenas um campus de graduação. Ela vem amadurecendo seus projetos. Existem as especializações e os mestrados.  Quais estão em andamento e como têm sido recepcionados pela comunidade acadêmica e pela comunidade em geral?

Atualmente, além dos 9 cursos de graduação, estamos iniciando o Mestrado em Direito Constitucional, realizado em parceria com a Universidade de Fortaleza -UNIFOR e a Especialização em Moderna Advocacia Trabalhista e Previdenciária. Além dessas, estamos finalizando o Mestrado em Saúde Coletiva e as Especializações em Direito Eleitoral e em Direito Penal. Todas foram muito bem recebidas pela comunidade acadêmica, que viu nas ofertas dos cursos de Mestrado e Especialização a oportunidade de se qualificar para a docência ou para o mercado de trabalho sem ter que se deslocar aos grandes centros, mas com a mesma qualidade.

Quais as formas de ingresso na Faculdade? Existe a possibilidade também de o aluno utilizar o FIES e o PROUNI no financiamento de suas mensalidades?

A Faculdade R. Sá está com as inscrições abertas para o seu Vestibular 2021.1, com vagas para os seus 9 (nove) cursos de graduação. Assim como ocorreu no último processo seletivo, a inscrição é realidade por meio do site da Faculdade R. Sá (www.faculdadersa.edu.br) e as provas ocorrem de forma on-line. A instituição também disponibilizará vagas para bolsistas FIES e PROUNI, cujos processos seletivos e ranqueamentos são feitos pelo próprio Ministério da Educação. Além disso estamos ofertando cursos de pós-graduações nas modalidades lato e stricto senso, sendo o mais recente e em fase de seleção, o mestrado em direito constitucional em parceria com a UNIFOR.

Muitas empresas tiveram que se adequar à nova realidade no mundo empresarial trazida pela Pandemia. Muitas fecharam as portas, outras demitiram, outras ainda conseguiram crescer em meio à crise. Como podemos enquadrar a Faculdade R. Sá nesses novos tempos?

Nosso tema, “desenvolvendo com educação” nunca foi tão atual. A oferta de ensino superior de qualidade no interior do Piauí sempre foi um desafio, sendo a pandemia da Covid-19 apenas o último deles e talvez o mais desafiador. Contudo, o escopo de melhorar o ensino em nossa macrorregião, aliado ao desejo de nossos alunos e colaboradores de fazer parte desse projeto e de se desenvolver junto com a instituição nos deixou confiantes de que juntos venceríamos esse e outros desafios.

Considerações finais, esteja à vontade.

Eu gostaria de desejar boas festas para toda nossa comunidade acadêmica, bem como meus sinceros sentimentos a todas aqueles que perderam parentes e amigos nessa terrível pandemia. Ano novo é sinônimo de renovação e de esperança e esperamos que 2021 traga muita saúde e prosperidade para todos.

 



Publicidade