07 / 05 / 2018 - 17h32
Partidos da base se unem e cresce fogo amigo para pressionar Wellington Dias
O fogo amigo tem crescido na base aliada do governador Wellington Dias (PT). Se a disputa por vagas na chapa divide os partidos, uma coisa os une: a pressão para que o governador anuncie até o final do mês de maio a composição da chapa.
 
Os líderes das legendas afirmam que a demora tem contribuído para disputas internas e chegam a afirmar que a reeleição do petista estaria em risco. A principal crítica vem das legendas que sabem ter poucas chances de terem vagas na chapa. Uma definição agora seria importante para que esses partidos possam buscar outros caminhos, ou seja, outros candidatos majoritários.
 
Para o presidente do Progressistas no Piauí, deputado Júlio Arcoverde, a demora pode prejudicar o próprio Wellington Dias. “O governador tem conversado com os partidos da base. Espero que essas conversas se encerrem o mais rápido possível. Essa demora pode prejudicar até a campanha dele”, declarou.
 
Para o deputado do MDB, Severo Eulálio, o partido mantém a reivindicação da vaga de vice. “Nossa reivindicação é ter o deputado Themístocles Filho como o vice do governador  Wellington Dias (PT). O desejo do governador Wellington Dias é que possamos fazer parte da chapa proporcional e possamos indicar o nome do vice. Não tem outro nome sendo discutido no MDB”, disse.
 
(Cidade Verde)